domingo, 10 de dezembro de 2017

Igreja moderna: uma geração comerciante!

Imagem relacionada"Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria." 2 Coríntios 9:7

Infelizmente boa parte do povo de Deus tem contribuído com seus recursos pela ganância, pressão, exibicionismo, religiosidade e até medo, do que por gratidão, amor e alegria em estar ajudando no desenvolvimento da Obra de Deus - como deveria ser. Uma realidade triste e endossada por diversas igrejas que no afã de crescimento (geralmente mais institucional do que espiritual) ou sustentação de suas gigantescas estruturas, pregam este equívoco sem nenhuma timidez.

Não podemos generalizar mas é claramente notável a raridade da citação de versículos como esse nos púlpitos da igreja moderna. Mas é fácil ouvir orientações de dízimos e ofertas duplicados, triplicados e quadruplicados com a promessa das bênçãos do Senhor sobre a vida dos que o fizerem.

O grave é que este tipo de pregação cria uma geração de crentes transloucados e habituados em negociar com Deus, como se a comunhão com o Pai fosse semelhante a um balcão de negócios ou um mercado.

Fiquemos com a PALAVRA. Fiquemos com a VERDADE. A Palavra é a verdade que liberta.