quarta-feira, 27 de julho de 2016

Bocas de morte!

A palavra "deficiência" deveria ganhar um significado adicional: a busca por "luz" através da exploração das falhas, desventuras e trevas alheias.

Sabe aqueles programas de TV sensacionalistas que usam à exaustão a infelicidade das pessoas para se promoverem e terem audiência a todo custo?

Tem gente que caça, se alimenta e vive exclusivamente de procedimentos iguais...

É como se o insucesso do outro servisse como um prato cheio que vai alimentando e nutrindo um ego doente.

Fazer das falhas e desgraças alheias o palanque e púlpito da vida é loucura! Desvario total e completo que nem Freud explica!!!

Em todas as esferas da sociedade eles estão presentes - espalhados, infiltrados, camuflados. À espreita de um deslize nosso para logo em seguida subirem ao púlpito anunciando à platéia carniceira (cinicamente e em tom de pesar, tristeza e lamentação) a mais nova e fresca "notícia"...

Dessas pessoas DEVEMOS manter uma distância considerável de segurança, pois ao menor sinal de falha de nossa parte (e muitas vezes nem precisa de falhas), estaremos sendo pauta em suas bocas de morte.

Não que o afastamento evite (em 100%) que sejamos criticados em algum momento, pois as críticas FAZEM parte da vida. Mas evitar (OS CONGRESSISTAS E PRELETORES) é uma cautela adicional e importante pra quem não quer maiores e mais profundas dores de cabeça.

"Uma flecha mortífera é a língua deles; fala engano; com a sua boca fala cada um de paz com o seu próximo mas no seu coração arma-lhe ciladas." Jeremias 9:8
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...