quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Deserto do Espírito x deserto da carne

Resultado de imagem para desertoOs crentes carnais são mestres em cavar encrencas e quando se deparam com as consequências de suas atitudes inconsequentes dizem enfrentar um "deserto" ou "provação" de Deus na maior cara de pau e desfaçatez. Puro blá blá blá... Pura conversa para boi dormir.

Jesus Cristo foi batizado com o Espírito Santo. E o próprio Espírito Santo O conduziu ao deserto conforme lemos em Sua Palavra:

"E Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão e foi levado pelo Espírito ao deserto." Lucas 4:1

Quando o Espírito Santo nos conduz ao deserto é por um propósito específico de nos maturar, nos moldar, nos amadurecer, nos preparar para coisas maiores que só Ele sabe.

Ninguém gosta do deserto. Ninguém gosta do seco, da necessidade, da dificuldade. Mas às vezes isso se faz necessário em algum momento da vida do que serve ao Senhor. Quem discorda disso precisa rever urgentemente a Palavra e reavaliar os conceitos básicos da fé pois se a vida cristã fosse um mar de rosas em todo o momento, não haveria sequer um não-cristão sobre a terra.

Quando somos conduzidos por Ele, saímos do deserto mais fortes, mais aptos, mais experientes, mais robustos e até (e sobretudo) mais ESPIRITUAIS - mais DEPENDENTES da força que só Deus pode dar.

Quando somos conduzidos pelo nosso próprio braço ao "deserto" (que nós mesmos criamos ou buscamos), saímos dele ainda mais carnais - QUANDO e SE conseguimos sair.

No fundo sabemos (muito embora os carnais não admitam) quando o deserto que passamos é permitido pelo Espírito de Deus ou foi consequência de ações puramente carnais.

A única certeza dos que estão no deserto do Espírito é que durante o processo o Próprio Espírito os susterá e ao sair dele os próprios anjos do Senhor o servirão (Mateus 4:11).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...